Após ter realizado, no passado mês de Setembro, uma
Conferência sobre o Orçamento do Estado 2019, cujo balanço pode ser consultado
na edição 117 da Revista Indústria e que pode ser consultada no portal da CIP, a
Confederação Empresarial de Portugal considera “que a proposta de Orçamento do
Estado para 2019 fica aquém daquilo que o país precisa para garantir um
crescimento económico sustentado: Faltam medidas estruturais que ataquem alguns
dos principais problemas que a economia portuguesa enfrenta como é o caso dos
baixos níveis de produtividade. Regista-se uma ausência de sinais que permitam
às nossas empresas – que são o grande motor da economia – serem mais fortes,
criarem mais emprego, exportarem mais”.